22 Anos da Essências Florais

O orvalho era sagrado. Pelo menos para os antigos alquimistas. E para os sacerdotes druidas, que o recolhiam em tecidos rústicos de linho lançados sobre campos floridos, para usá-lo nos rituais de cura e purificação.

Edward Bach sabia disto. Seu Sol libriano, aspectado por Netuno e Plutão, revela uma natureza voltada para as necessidades dos outros – compassiva, inspirada e investigadora. Seu Mercúrio, em aspecto com Netuno em Touro, conjunto a Alcyone, a rainha das Plêiades, era capaz de conversar com a Natureza!

Um Marte escorpiano o atraía para o oculto e o impulsionava a descobrir mistérios. E ele veio para isto: a Cabeça-do-Dragão, no seu nascimento, apontava para Thuban, o próprio Dragão, a estrela que marcava o Polo Norte há 5.000 anos e cuja influência se traduz por: “proteger ou produzir um tesouro”! Bach resgatou as tradições alquímicas e sagradas. Desenvolveu um método para produzir uma essência floral, à semelhança do orvalho, num processo que envolve todos os elementos da natureza.

Jardim da Essências Florais

Jardim da Essências Florais

O MundoNo momento em que Urano liberava seu eixo cármico, Vênus apontava para Sírius (“o mundano se torna sagrado”), Marte se encontrava com a conjunção entre Urano natal e Diadema (“o auto-sacrifício pelos outros”) – e a Cabeça-do-Dragão apontava exatamente para o Centro Galáctico – ele partiu deste plano, nos deixando o legado de sua obra.

Existe um longo caminho entre a planta em seu habitat e a pessoa que vai tomar a essência floral! A flor, o sintonizador, o processo alquímico de co-criação, provadores, diluição, rótulo, embalagem, exportadores, representantes, distribuidores, fornecedores, publicação de livros e folhetos, divulgação, cursos, terapeutas, farmacêuticos, manipulação, entrega – até finalmente chegar ao cliente. Há 22 anos a “Essências Florais” vem fazendo a integração entre as pessoas e as etapas envolvidas neste processo. A vocação desta empresa: servir de ponte bem no meio deste longo e abençoado caminho.

O Louco

O Louco

O 20º ano é crítico, como mostra o Arcano maior do Tarot, “O Julgamento”: uma época de avaliar os prós e contras – e julgar se vale a pena continuar. Depois vem a vibração do Arcano XXI, “O Mundo”, quando se abrem todos os potenciais. Feitas as escolhas, vem o Arcano XXII, ou o Zero, o recomeço da caminhada. Só que desta vez com muita experiência e sabedoria acumulada – ainda que seja preciso certa dose de loucura e ousadia para recomeçar o processo! O Arcano 22, que se torna zero, ou “O Louco”, tem dentro de si todos os demais arcanos – o caminho inteiro, em potencial. O Número Mestre 22 é o número do Construtor, que usa seu raciocínio brilhante para transformar em realidade as necessidades, impulsos e ambições dos outros, com lealdade, perspicácia, otimismo e generosidade.

Que a “Essências Florais” seja abençoada nesta sublime missão: manter a tradição recriada por Dr. Bach, divulgar seus conhecimentos e a experiência dos produtores, colocar em contato todas as pessoas envolvidas no processo de sintonização, fabricação e exportação das essências florais – e distribuí-las no Brasil! Uma missão para Mestres!

Rômulo Grandi,
Astrólogo, Numerólogo, Mestre de Reiki, Terapeuta Floral, Terapeuta Holístico, residente em Minas Gerais. Contato: romulograndi@gmail.com

Créditos das Ilustrações:

The Fool – http://www.livingtarot.co.uk/images/RW-Fool.jpg

“Tarot Cards. Rider & Company London. Conceived by A.E. Waite and drawn by Pamela Coleman Smith. Printed by A.G.Muller & Cie., Switzerland.”

Arcano XXI, The World – http://magicway.files.wordpress.com/2007/05/rider-waite-the-world.jpg