Dogwood - Florais da CalifórniaDogwood - foto Richard Katz

Dogwood Cornus nuttallii

  • Família Botânica:

    Cornaceae

  • Qualidades Positivas:

    Movimento pleno de graciosidade, harmonia física e etérica no corpo

  • Padrões de Desequilíbrio:

    Consciência desajeitada e dolorosa do corpo; trauma emocional latente ou abuso que afetou o corpo, tendência a se acidentar

Anotações informais sobre o uso deste floral californiano

É uma flor de uma planta muito lenhosa, forte e que faz flores grandes e duras, bastante rijas e ela é uma essência para as pessoas que acostumaram tanto a apanhar da vida que se endureceram muito e tem dificuldade de fluir e sentir que a vida pode ser boa. Então ela já vem esperando pancada, é outra vibração. Inclusive a própria planta é como uma dança, ela tem um gesto em que ela dança oferecendo essas múltiplas flores dentro de uma imagem muito exuberante mesmo.
Uma essência usada quando vivemos, finalmente, a liberação das marcas de abuso. Uma pessoa que sofreu abuso físico e/ou sexual, tende a conter e contrair seu corpo etérico como forma de defesa com relação aos sentimentos e sensações.

Dogwood - Florais da Califórnia

Dogwood - foto Richard Katz

A terapeuta Rosângela Teixeira nos oferece algumas linhas:

Um árvore dura com uma linda flor branca, majestosa. A transmutação do padrão: a dureza e o brilho da flor da Dogwood.
Alivia condições de ansiedade, permitindo que a pessoa se sinta à vontade e transforme hábitos relacionados à tensão e ao nervosismo, como tiques ou diferentes formas de se machucar.
“Fui ferida e posso ser ferida de novo, por isso vou manter-me dura para que ninguém se aproxime” – e Dogwood diz que é seguro confiar.

Ao passar por um processo de limpeza dessas experiências, o campo etérico pode finalmente se expandir, e a graciosidade do sentir e do movimento pode ser resgatada. A Dogwood, com seu gestual harmonioso, ajuda nessa liberação e expansão.